top of page
Buscar
  • Foto do escritorFabiane Cattai

O que é acessibilizar?

Publicado em 15 de setembro de 2021

Figura com fundo degradê branco e azul, diversas pessoas em figura na cor preta, contem crianças, adultos, pessoas com deficiência.

“O que significa Acessibilizar?”


Quando ouvimos a palavra acessibilidade o que vem em mente? Algumas pessoas pensam em rampas de acessos para cadeirantes, estacionamento acessíveis para pessoas com deficiência física, ou lembram do símbolo de pessoa usando cadeiras de rodas. Acessibilidade é muito mais do que essas situações.


Segundo dicionário Aulete on-line, o vocábulo acessibilidade vem do latim, accessibilitas, livre acesso; caráter ou condição daquilo ou daquele que é acessível; possibilidade de aproximação; caráter ou condição da pessoa com quem é fácil relacionar-se ou interagir, que é cooperativa ou atenciosa.


Acessibilidade é quando conseguimos identificar as barreiras que impedem as pessoas de acessar determinado ambiente, pessoa, método, entre outros e fazemos ações para diminuir ou eliminar essas barreiras.


E o que vem a ser acessibilizar?


Acessibilizar é a nossa capacidade de através de ações possamos nos aproximar das pessoas.


Na prática temos várias formas de acessibilizar, mas para isso é importante citar quais são as principais barreiras que encontramos para a efetivação desse acesso, são elas:


1. Barreiras pensênicas: os pensamentos que traz vieses conscientes ou inconscientes carregados de preconceitos, apriorismos que impedem a aproximação das pessoas com deficiência.


2. Barreiras atitudinais: os comportamentos impedidores ou prejudiciais à participação social em igualdade de condições e oportunidades com as demais pessoas.


3. Barreiras instrumentais: o uso de instrumentos, ferramentas ou utensílios dificultadores ou impedidores ao acesso da pessoa com deficiência.


4. Barreiras metodológicas: os métodos e técnicas de lazer, trabalho, educação dificultadores ou impedidores ao acesso da pessoa com deficiência.


5. Barreiras nas comunicações e na informação: os entraves, obstáculos, atitudes ou comportamentos dificultadores ou impossibilitadores da expressão ou o recebimento de mensagens por intermédio de sistemas de comunicação e de tecnologia da informação.


6. Barreiras nos transportes: os veículos sem dispositivos visando atender simultaneamente a todas as pessoas, com diferentes características.


7. Barreiras programáticas: as dificultadoras ou impedidoras do acesso da pessoa com deficiência às barreiras embutidas em políticas públicas, legislações, normas e outras.


8. Barreiras tecnológicas: as dificultadoras ou impedidoras do acesso da pessoa com deficiência às tecnologias e informações encontradas nos meios digitais.


9. Barreiras urbanísticas / arquitetônicas: as existentes nas vias, nos espaços e edifícios públicos e privados abertos ao público ou de uso coletivo.


É importante esclarecer as principais ações que podemos fazer para quebrar as barreiras tecnológicas, porém as barreiras comunicacionais, metodólogicas e principalmente as atitudinais são importantes para conseguirmos nos aproximar cada vez mais das pessoas e incluí-las no meio.


Acessibilizar possibilita que ficamos cada vez mais conectados e respeitamos as condições de qualquer pessoa.


Então convido a todos a Acessibilizar!


Para quem é a acessibilidade? Por que é importante acessibilizar? Sabe acessibilizar?


Estes serão os nossos próximos temas, aguardem!


Reflexão: Quais foram suas práticas acessíveis de hoje?


Fabiane Cattai{

Especialista em Acessibilidade Digital

}

Referências:

Sassaki; Romeu Kazumi; Inclusão: Construindo uma Sociedade para Todos; 176 p; 9 caps; 20,8 x 13,8 x 1,2 cm, 8a Ed., Rio de Janeiro: WVA, 2010.



5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page